You are currently viewing Patrono da Administração deixou um legado para a profissão

Patrono da Administração deixou um legado para a profissão

Na última semana, no dia 22 de outubro, o Sistema Conselhos Federal e Regionais de Administração (CFA/CRAs) celebrou o centenário do patrono da profissão, o Administrador Belmiro Siqueira. 

Incansável, a sua vida pode ser resumida em uma curta frase: “Se parar, eu morro. Pois quero morrer vivendo”. E ele não só viveu intensamente, como doou sua vida pela ciência da Administração, tornando-se um dos principais responsáveis pela regulamentação da profissão no país por meio da promulgação da Lei nº 4769, em 1965.

“Poder comemorar o centenário do nosso patrono é, com certeza, motivo de orgulho e de alegria. Isso demonstra a importância da história dele para a Administração. Não é por acaso que o plenário da suprema corte da profissão, o CFA, leva o nome dele. Celebro e parabenizo a este grande e exemplar colega que, se estivesse aqui, com certeza ainda estaria nos dando muitas alegrias e conquistas”, comemorou o presidente do CFA, Mauro Kreuz.

Em 2018, o CFA produziu e lançou a primeira biografia sobre Belmiro Siqueira. A humildade no seu modo de ser – desde as origens do professor até o dia de sua morte, em 29 de novembro de 1986, em Porto Velho –, mesmo após um dia incansável de trabalho, foi revelada nas 141 páginas do exemplar intitulado “Belmiro: Amor e Administração”.

Além disso, o CFA também produziu um documentário. O vídeo, disponível no CFAPlay, conta a história de Belmiro sob o olhar das pessoas que conviveram com ele. Em comum, familiares e amigos são unânimes ao afirmar que o professor era “um baluarte” da profissão. Durante 1 hora e 34 minutos, o telespectador é levado a conhecer a fundo o patrono da Administração e não é raro se emocionar ouvindo os relatos dos personagens. Para assistir, clique aqui.

“Dizem que quando a gente pega uma barrinha de ouro e uma barrinha de prata, encosta uma na outra, e leva ao microscópio para ver o que acontece, no meio da prata tem partículas de ouros e no meio do ouro tem partículas de prata. O mesmo se diz hoje em termos dos agrupamentos humanos. Quando a gente se fala, debate, conversa, dialoga, uns ficam perto dos outros, um observa o outro e vice-versa, o eletrônico de um entra no eletrônico do outro. Então eu espero que o muito do ouro de vocês encha um pouquinho da minha prata e espero que alguma partícula da minha prata acumule o ouro de vocês.” Belmiro Siqueira.

Belmiro era conhecido por ser uma personalidade marcante pela empatia com as pessoas e apaixonado pela academia. Ele foi professor em 25 faculdades, autor de vários trabalhos sobre Administração e colunista em jornais, além de dividir seu tempo entre a carreira e a vida pessoal. Seu esforço em prol da ciência da Administração e sua representatividade perante a sociedade demonstrava o ser humano e profissional que ele era, agora também revelado em sua biografia. 

O professor foi peça fundamental no processo de regulamentação da profissão no país, por meio da Lei nº 4.769 de 1965. Devido à rica e inegável contribuição à profissão, recebeu o título póstumo de Patrono dos profissionais da Administração no Brasil.

A biografia conta a trajetória de Belmiro até os 65 anos de idade e revela sua contribuição para valorizar a profissão e transformá-la em um importante segmento de trabalho no país. A obra está disponível em formato digital no site da autarquia. Para baixar, basta clicar aqui!

 

 

Assessoria de Comunicação CFA – Ana Graciele Gonçalves